CIDADES

Escolas municipais de Pederneiras realizam atividades dentro e fora das salas de aula para combater o bullyng

Durante todo o mês de março, todas as 27 escolas da Rede Municipal de Ensino de Pederneiras realizaram atividades diversas envolvendo os alunos e visando combater a prática do bullyng nas escolas. A iniciativa faz parte da Lei Nº 65/2016, que instituiu o Março Laranja, mês de prevenção e combate ao Bullyng.

O termo Bullyng é utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos, causando dor e angústia e sendo executadas dentro de uma relação desigual de força e posição social. Em alguns casos, essa prática leva o indivíduo oprimido à depressão, reclusão social ou adoção de soluções trágicas como o suicídio.

“O Bullyng é uma prática silenciosa que nós combatemos dentro e fora das salas de aula durante todo o ano. Mas nesse mês de março nós focamos a nossa atenção nesse tema com o desenvolvimento de diversas atividades envolvendo alunos e familiares, coordenação, professores e direção das escolas. Todos precisam entender o que é o Bullyng para prevenir e combater essa prática prejudicial para as nossas crianças”, explica a secretária municipal de Educação, Ana Paula Romero.

As escolas municipais de Pederneiras trabalharam em sala de aula com cartazes temáticos e textos e painéis informativos produzidos pelos próprios alunos. Além disso, os professores contaram histórias para os alunos e o policial militar Valdeir ministrou uma palestra com dinâmica. Além disso, as crianças produziram um boton. Foi orientado para que elas levassem para a casa e explicassem o significado do que foi trabalhado em sala de aula para os pais.

“Muito dos reflexos do Bullyng em uma criança pode ser percebido pelos pais, tanto o aluno que sofre com os atos de violência e opressão física e psicológica, quanto o aluno agressor. Os familiares são importantes para romper os laços que fomentam a prática do Bullyng nas escolas”, destaca Romero.

Para completar as atividades do Março Laranja, os alunos da rede municipal de Pederneiras assistiram ao filme “O Extraordinário”, que conta a história de um jovem que nasceu com uma deformidade facial e, aos 10 anos, após dezenas de cirurgias, frequentará uma escola regular e, logicamente, enfrentar os olhares e preconceitos dos outros alunos.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios