CIDADES

Mais de R$10 milhões serão investidos na construção de 102 casas populares em Pederneiras

As unidades habitacionais serão construídas ao lado do bairro Cidade Nova e serão destinadas a famílias de baixa renda

No último dia 3, o prefeito de Pederneiras Vicente Minguili esteve em São Paulo, no Palácio dos Bandeirantes, para assinar a autorização para início do processo de contratação das obras e serviços que envolvem a construção de 102 unidades habitacionais e demais obras de infraestrutura do loteamento em Pederneiras.

As casas serão construídas por meio de uma parceria entre a Prefeitura Municipal, o Ministério das Cidades do Governo Federal e o Governo do Estado via Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano – CDHU.

Pela parceria, a Caixa Econômica Federal será a gestora do empreendimento, responsável pela contratação da construtora e acompanhamento das obras. A Prefeitura de Pederneiras doou ao Estado, como contrapartida, um terreno de 47,3 mil metros quadrados. O custo da obra, que envolve a construção das 102 casas, além de toda a infraestrutura de água, esgoto, iluminação, guias e sarjetas, asfalto entre outros, avaliado em cerca de R$ 10,2 milhões, será arcado pelos governos Federal e Estadual.

“Estamos muito felizes. É um passo dado de cada vez, com a certeza que o trabalho sério está gerando resultados. Obrigado ao governador pela parceria, agradeço imensamente em nome da população de Pederneiras. Além de casas, essa obra vai gerar empregos, renda e melhorias para toda a população. Vai dar dignidade a muitas famílias pederneirenses”, diz Vicente Minguili.

Como será?

Segundo o setor de comunicação social da CDHU, ainda não há prazo para início das obras, tampouco foi estipulado o período de inscrições para participar do sorteio das casas, nem mesmo os critérios para participar da avaliação social.

No entanto, as moradias da CDHU serão para famílias de baixa renda. De acordo com a CDHU, elas serão destinadas a famílias com renda entre 1 e 6 salários-mínimos, sendo que as famílias com renda entre 1 e 3 salários-mínimos terão prioridade, assim como pessoas idosas, entre outras exceções que seguem a legislação.

Unidades Habitacionais

Segundo dados da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano da Prefeitura de Pederneiras, as 102 casas serão construídas em projeto único, todas iguais. Elas serão edificadas em um lote de 192 metros quadrados e terão cerca de 50 metros quadrados de área construída. Cada moradia terá dois dormitórios, uma sala, uma cozinha, um banheiro, uma área de serviço coberta, esquadrias de alumínio, piso cerâmico na casa inteira e cobertura em laje.

Ainda segundo a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, as novas casas populares da CDHU serão construídas no loteamento denominado “Pederneiras J”, ao lado do bairro Cidade Nova, paralelo à Rua Nicolau José, em terreno de 47 mil metros quadrados doado pela prefeitura. Além das casas, o local terá área verde e uma área institucional, onde poderão ser construídas, no futuro, escolas, unidades de saúde e outros pontos de serviço público.

CDHU a todo vapor

Não foi só o município de Pederneiras que foi contemplado com casas populares. O governador Geraldo Alckmin liberou autorização para a contratação de 12.824 novas moradias em 104 municípios do Estado, entre eles Pederneiras, totalizando um investimento próximo a R$ 800 milhões que serão realizados através da CDHU.

Segundo ele, todo esse investimento vai gerar empregos diretos e indiretos e movimentar a economia dos municípios envolvidos.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar