CIDADESDestaqueGeralNotíciasPederneirasPoliciaPoliticaRegional

Caminhoneiros começam a deixar trechos de rodovias da região

Agudos, Botucatu e Pederneiras tiveram locais de concentração liberados pacificamente

Caminhoneiros começam a deixar trechos de rodovias da região
Alguns caminhoneiros que estavam em greve deixaram as concentrações iniciadas há dez dias, em trechos de rodovias nos municípios de Pederneiras, Agudos e Botucatu, na manhã desta quarta-feira (30).

Segundo o policiamento rodoviário de Botucatu (100 quilômetros de Bauru), dois locais utilizados para protestos na cidade amanheceram sem ninguém neste 10.º dia do movimento nacional. Até a noite desta terça-feira (29), os caminhoneiros e transportadores ficaram no quilômetro 20 da rodovia Castelo Branco (SP-280) e na rodovia Professor João Hipólito Martins (SP-209), a Castelinho. Hoje, se acordo com a polícia, o local está sem manifestação nos acostamentos e no posto de combustíveis que era usado como ponto de encontro.

Liberados

Já no município de Pederneiras, próximo ao Distrito de Guaianás (26 quilômetros de Bauru), o JC constatou no quilômetro 220 da rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-225) que os caminhoneiros com interesse em deixar o local e voltar para suas cidades, seja para retornar para casa ou ao trabalho, foram liberados de forma pacífica. Deixaram o ponto diante do acompanhamento da Polícia Militar e a PM Rodoviária de Bauru e de Pederneiras.

Agudos

O município vizinho de Bauru, também  houve liberação de motoristas, nesta quarta-feira. Parte dos caminhoneiros e transportadores que estavam no local ao longo dos últimos dez dias estão se dispersando.

Antes disso, porém, neste mesmo ponto de concentração, no quilômetro 318 da rodovia Marechal Rondon (SP 300), um caminhão que não aceitou parar no bloqueio foi apedrejado. Foi o primeiro caso desta natureza registrado no local.

Segundo a Polícia Militar Rodoviária de Bauru, o caminhoneiro se machucou, mas não gravemente. O homem dispensou o atendimento médico oferecido pela concessionária que administra a via. Entretanto, bastante assustado e nervoso, precisou parar em um serviço de atendimento da ViaRondon antes de seguir viagem. Ainda de acordo com a polícia, o veículo teve o para-brisa danificado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios