CIDADESDestaqueGeralLençóis PaulistaPoliticaSaúde

Saúde notifica 1º caso suspeito de influenza

A Secretaria de Saúde de Lençóis Paulista informa que foi registrado o primeiro caso suspeito de Influenza em 2018. A notificação de Influenza foi feita na UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Um homem de 30 anos, comerciante, apresentou febre, tosse, desconforto respiratório, dispneia e baixo nível de oxigenação, necessitando de suporte de O2. Iniciado o tratamento ele apresentou melhora do quadro. O paciente recebeu alta para continuar com a medicação em casa, mas ainda aguarda os resultados dos exames.

A influenza (gripe) é uma infecção viral aguda, que afeta o sistema respiratório.

Os vírus influenza são transmitidos facilmente por pessoas infectadas ao tossir ou

espirrar. Existem três tipos de vírus influenza: A, B e C. O tipo C causa apenas infecções respiratórias brandas, não possui impacto na saúde pública e não está relacionada com epidemias.

O vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável pelas grandes pandemias. Ela começa com febre alta, seguida de dor muscular, dor de garganta, coriza, tosse seca, calafrio e prostração. Outros sintomas em casos mais graves são: desconforto respiratório, desidratação e pneumonia.

VACINAÇÃO PRORROGADA

Buscando atingir a meta em todo território nacional, que é de vacinar em torno de 54 milhões de pessoas, o Ministério da Saúde resolveu mais uma vez prorrogar a vacinação contra a gripe, que nesses primeiros seis meses do ano já tem o dobro de casos que no mesmo período do ano passado. O novo prazo para vacinação é 22 de junho. A preocupação das autoridades da saúde é com o período de inverno, quando ocorre a maior incidência de circulação do vírus. O prazo anterior era 15 de junho.

Em Lençóis Paulista, apenas 56,3% do público-alvo da campanha tomou a vacina neste ano. A situação mais preocupante, segundo o secretário de Saúde Ricardo Conti, está no grupo das crianças entre seis meses e cinco anos. “Nesse grupo, composto por aproximadamente 3.605 crianças, apenas 1.118 foram imunizadas contra Influenza, ou seja, um percentual de apenas 32,4%. Estamos aguardando o resultado do exame desse caso suspeito, mas pedimos que todos que têm direito procurem as unidades de saúde para receber a vacina”, declarou Conti.

O Ministério da Saúde reforça a importância dos estados e municípios continuarem a vacinar os grupos prioritários, em especial as crianças, gestantes, idosos e pessoas com comorbidades, público com maior risco de complicações para a doença. Por isso, se após o fim da campanha ainda houver disponibilidade de vacinas nos estados e municípios, a vacinação poderá ser ampliada para crianças de cinco a nove anos de idade e adultos de 50 a 59 anos.

Dados do Grupo Vigilância Epidemiológica sobre campanha de vacinação até o momento em Lençóis Paulista:

Grupos Pessoas

vacinadas

População estimada % de pessoas vacinadas
Crianças 1168 3605 32,4
Gestantes 226 581 38,9
Trab. de saúde 834 1130 73,81
Puérperas 53 95 55,79
Idosos 4913 6749 72,8
Professores 317 607 52,22
Com Comorbidades 3628 N/Inf. —–
TOTAL 7194 12767 56,35

 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios