CIDADESDestaqueGeralJornal AtitudeLençóis PaulistaNotíciasPoliticaRegional

Prado e Olivatto reúnem prefeitos da região para tratar de mega-ampliação da Lwarcel

O prefeito de Lençóis Paulista, Anderson Prado, e o prefeito de Macatuba, Marcos Olivatto, reuniram os prefeitos e vice-prefeitos de municípios da região para tratar oficialmente do projeto de ampliação da Lwarcel Celulose, empresa criada pelo Grupo Lwart, que foi recentemente comprada pelo grupo asiático RGE (Royal Golden Eagle), e que vai receber nos próximos anos investimento de mais de R$ 6 bilhões. Apenas a construção da nova fábrica vai demandar média de 3,5 mil trabalhadores, podendo chegar ao pico de 7 mil ao longo da obra, e desde o início das discussões sobre a ampliação tanto Prado como Olivatto, vêm discutindo com executivos da RGE a priorização da mão de obra local/regional para promover o desenvolvimento econômico da região e também evitar problemas futuros para as cidades.
“Realmente desde o ano passado, logo depois que se concretizou a compra da Lwarcel pelo grupo RGE, estamos em tratativas para que a empresa priorize a contratação da mão de obra de Lençóis Paulista e Macatuba, pois são as cidades onde a empresa está instalada, e também das cidades menores de nossa região, porque a demanda por mão de obra será muito grande. Por isso, reunimos os prefeitos e vice-prefeitos de oito municípios da região para que cada um possa preparar seus trabalhadores para esse momento”, explicou o prefeito Anderson Prado.
O projeto inicial que foi apresentado pela RGE para a ampliação da Lwarcel previa a construção de alojamentos para abrigar esses trabalhadores, que poderiam vir de toda região e até mesmo de outros estados, como acontece geralmente em grandes empreendimentos. Prado então sugeriu à empresa que a contratação fosse feita na microrregião de Lençóis, de forma que o trabalhador possa voltar para casa no fim de cada dia, priorizando, o máximo possível, quem está desempregado.
“Desde o início das reuniões para tratar da ampliação da Lwarcel, o prefeito de Lençóis Paulista, Anderson Prado, tem feito esse pedido para que a mão de obra utilizada fosse da nossa região. Isso foi analisado internamente e, com base em outras experiências de grandes obras que a RGE já realizou, resolvemos aceitar esse pedido. Claro que não podemos garantir a contratação de 100% da mão de obra da região, mesmo porque temos funções muito específicas que requerem alto nível de especialização e, nesse caso, teremos que buscar fora. Mas a grande parte da mão de obra que compreende a parte de construção civil e serviços correlatos vamos priorizar os trabalhadores da região”, disse Pedro Stefanini, diretor-geral da Lwarcel.
Stefanini destacou também que esse modelo traz vantagem tanto para o trabalhador, que poderá voltar para casa todos os dias, e também para as empresas terceiras que prestarão serviço para a RGE. “Quando você tem trabalhadores de longe, a cada 15 ou 20 dias eles precisam voltar para casa para rever a família, o que é correto, obviamente, mas isso gera um custo para as empresas. Com a contratação de mão de obra local as empresas precisarão se preocupar apenas com a logístico do transporte desses trabalhadores, mas acredito que isso não será um problema”, completou o diretor.
Walter Pinto, que é o Gerente de Construção, explicou que toda contratação de mão de obra, seja própria ou terceirizada, será feita a partir de uma Central de Serviços que já está sendo montada em Lençóis Paulista, mas que terá ramificações nos oito municípios da região, sendo eles, Macatuba, Pederneiras, Borebi, Agudos, Areiópolis, São Manuel, Barra Bonita e Igaraçu do Tietê.
O prefeito Anderson Prado afirmou ainda que o primeiro objetivo da reunião era apresentar oficialmente o projeto de ampliação para que os prefeitos da região tenham a consciência da dimensão dessa obra e do impacto que ela terá na região, e, em seguida, apresentar os critérios que a empresa vai exigir dos trabalhadores para que cada município possa capacitar sua mão de obra.
Além do prefeito Prado e do Secretário de Desenvolvimento Econômico de Lençóis Paulista, André Paccola Sasso, participaram da reunião o presidente da Câmara, Nardeli da Silva, o vereador e ex-presidente da Câmara, Manoel dos Santos Silva, os prefeitos Marcos Olivatto (Macatuba), Altair Francisco Silva (Agudos), Ricardo Salaro (São Manuel), Antonio Carlos Vaca (Borebi), e os vice-prefeitos Antonio Carlos Príncipe, o Ciço (Areiópolis), Manoel Fabiano Ferreira Filho (Barra Bonita e que representou também o município de Igaraçu do Tietê) e José Márcio Urrea (Pederneiras), além dos representantes da empresa, Pedro Stefanini, diretor-geral; Alexandre Mello, VP Corporate Affairs; Carlos Gasparetto, gerente de Recursos Humanos da RGE; e Walter Pinto, gerente de construção civil.
A compra da Lwarcel pelo grupo indonésio RGE foi concluída no dia 19 de junho de 2018, após aprovação do negócio pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômico), que não impôs nenhuma restrição à transação. A Lwarcel faz parte agora do grupo Bracell, que é o braço do setor de celulose da RGE, que tem negócios ainda na área de indústria do óleo de palma, celulose e papel, celulose especial, fibra de viscose e energia. A RGE foi fundada 1973 e tem como ativos aproximadamente US$ 18 bilhões e mais de 60 mil colaboradores e operações na Indonésia, China, Espanha, Canadá e Brasil.
A Bracell é uma líder global na produção de celulose especial formada pela Bahia Specialty Cellulose (BSC) e a Copener Florestal, ambas na Bahia. Além dessas unidades de produção, há o escritório de administração do Grupo Bracell, que fica em Singapura, e escritórios de vendas na Ásia, Europa e Estados Unidos. Depois de pronta, a Bracell/Lwarcel vai elevar sua produção das atuais 250 mil para 1,5 milhão de toneladas de celulose, podendo produzir tanto a celulose solúvel (usada na produção da viscose), como também a celulose de mercado (voltada para produção de papel). A cadeia produtiva deve gerar 360MW/hora de energia elétrica, sendo que o excedente de 150 MW/hora vai ser disponibilizada para o mercado externo, energia suficiente para abastecer uma cidade com mais de 700 mil pessoas.
CONSTRUÇÃO
Durante a apresentação feita aos poderes executivos dos oito municípios, Stefanini mostrou o cronograma da obra que prevê a partida da fábrica em agosto de 2021. O cronograma de obra prevê uma fase de projeto entre 08/2018 e 04/2019, a fase de infraestrutura (construção) entre 11/2018 e 09/2019 e o início da montagem da fábrica em 09/2019. O gráfico de contratação de mão de obra também vai crescendo de acordo com o avanço da construção. As equipes de montagem e construção terão em média entre 3,5 mil e 4 mil trabalhadores, podendo atingir um pico entre 6,5 mil e 7 mil pessoas.
Segundo os levantamentos da empresa, apenas na área construção civil serão necessários 2,4 mil trabalhadores, sendo aproximadamente 120 encarregados, 480 pedreiros, 240 carpinteiros, 360 armadores, 50 pintores, 960 ajudantes e 190 montadores.
Depois de concluída a obra, novas vagas de trabalho também serão geradas, principalmente na área florestal, já que a demanda por madeira será muito maior. A expectativa é que a equipe da indústria aumente dos atuais 800 trabalhadores para cerca de 1.400 e a equipe florestal saia dos atuais 600 empregados para 2.400.
REUNIÃO
Logo após a apresentação de Stefanini, o prefeito Prado falou aos demais presentes sobre a necessidade de uma ação conjunta, principalmente em relação à formação básica dessa mão de obra que será necessária no empreendimento. Durante a reunião, a empresa já disponibilizou quais os requisitos que serão exigidos desses trabalhadores, como noções de saúde e segurança no trabalho, educação ambiental, entre outros temas, para que os municípios possam providenciar essa formação. Prado afirmou que cada município poderá buscar seus parceiros habituais para formar e qualificar esses trabalhadores, como Senai e Sebrae, entre outros. “Nosso Centro Municipal de Formação Profissional já está se estruturando para oferecer essa qualificação para a população lençoense”, finalizou o prefeito.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar