CIDADESDestaqueEconomiaGeralJornal AtitudeLençóis PaulistaNotíciasPolitica

ENTREVISTA: Cagarete fala sobre: Capacitação, Emprego e Empreendedorismo

Em entrevista exclusiva ao jornal Atitude, o secretario de Desenvolvimento Econômico, André Paccola Sasso, o Cagarete, falou sobre emprego e as novas perspectivas de empreendedorismo para Lençóis Paulista, confira abaixo.

Atitude – Cagarete, o senhor compunha a chapa do ex-prefeito José Antônio Marise, do mesmo partido que o senhor, o PSDB, que, aliás, cujo mesmo concorria a prefeito nas eleições de 2016 e foi derrotado nas urnas pelo atual prefeito, Anderson Prado de Lima (PSB). Sendo o senhor, na ocasião, reeleito vereador pelo PSDB, como está sua situação no seu partido após ter assumido um cargo de confiança, o de secretário de Desenvolvimento Econômico no atual governo?
Cagarete – Estou filiado ao PSDB e sou vereador licenciado. A comissão de ética do Partido promoveu processo disciplinar que submetido ao Diretório do Partido, concluiu pela minha expulsão. Ocorre que não cometi nenhuma infração ética, todas as minhas ações, a vida toda, sempre foram transparentes. Fiz a consulta formal ao partido informando o convite efetuado pelo então prefeito eleito Anderson Prado de Lima, mas o partido não respondeu dentro do prazo legal. Durante a reunião que resultou na tentativa da minha expulsão, três pessoas que não participaram da reunião, chegaram ao final e votaram, na contramão da lei, pois não tinham conhecimento da acusação ou da defesa. Com todos os vícios insanáveis, recorri para a Executiva Estadual do Partido, e o processo ainda não foi julgado, ou seja, estou filiado ao partido.
Atitude – Como ocorreu o convite para o senhor integrar uma pasta tão importante para o governo? Qual a sua experiência na área?
Cagarete – O convite ocorreu durante uma reunião que eu participava com o Prefeito eleito e os vereadores Manezinho, Tupã, Bibaia, Dudu e Paulinho Vitagliano. Na reunião, Prado informou que buscava formar um Governo de coalizão, e me fez o convite. A partir daquele instante, levei o convite para a ex prefeita Sra. Isabel Lorenzetti, que apoiou a decisão que eu tomasse, ao presidente do partido a época Sr Marise, que não se posicionou em tempo, além de consultar alguns apoiadores políticos. Os vereadores apoiaram minha decisão, entendendo a importância de ter um parceiro político numa secretaria. Com o silêncio do partido, mesmo consultado formalmente, aceitei o convite. Já tinha experiência na área pública de dois anos de serviço na Prefeitura Municipal de Borebi, além de 11 anos como advogado da ACILPA, onde mantive contato permanente com comerciantes e empresários de Lençóis Paulista e região.
Atitude – Nesses pouco mais de dois anos a frente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, quais foram às mudanças e conquistas?
Cagarete – Fizemos uma importante parceria com o Centro Municipal de Formação Profissional, levando os cursos profissionalizantes do ramo da beleza para dentro do Centro do Empreendedor, onde oferecemos técnica, conhecimento e empreendedorismo, dando vida ao ambiente e oferecendo novas formas alternativas de rendimentos. Junto com as aulas, mostramos todos os serviços oferecidos pelo Centro do Empreendedor, como: a formalização como MEI, o posto do Sebrae Aqui, oferecimento de recursos pelo Banco do Povo, além de palestras e treinamentos diversificados para os empreendedores. Com esse trabalho, aumentamos em dois anos, 981 novos MEIs ativos em nossa cidade, ou seja, são pessoas que sobrevivem dignamente com seu trabalho. Aumentamos a fiscalização no Distrito Empresarial, para que as empresas atendam os requisitos e cumpram a lei de concessão. Estamos implantando processo digital para captação de currículos, melhorando nosso banco de dados. Oferecemos mais de 200 vagas no Feirão do Emprego, abrindo relacionamento com novas empresas parceiras do nosso trabalho na captação de mão de obra. Melhoramos nossa comunicação com a população através das redes sociais. Estamos nos organizando para as demandas que estão por vir. Em dois anos, temos saldo positivo de aproximadamente 440 vagas positivas de emprego (informações oficiais do Caged), considerando que foram dois anos dificílimos nos aspectos político e social no país. Nosso Banco do Povo foi um dos que mais liberaram créditos aos pequenos empreendedores, considerando todo Estado de São Paulo, fazendo nossa economia girar. Nosso Posto do Sebrae Aqui é um dos melhores avaliados de toda região. Tornamo-nos Município de Interesse Turístico. Criamos o site oficial do Turismo, enfim, foram inúmeras conquistas e vitórias que conseguimos com apoio da equipe do Prefeito Prado e de todos os servidores públicos municipais que deixam diariamente seu suor em prol da nossa população. Reativamos o programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos junto as escolas municipais e Sebrae. Realizamos cursos em parceria com SENAI, Senar e Sebrae. Apoiamos a chegada da Univesp, universidade pública com certificação da USP, Unicamp, UNESP e Centro Paula Souza. Conseguimos a Escola Técnica de Economia Criativa – Etecri Hélvio Moretto, que forma profissionais para trabalhos que nenhuma máquina consegue fazer. O Governo Prado busca olhar para as reais necessidades da população, e fazer parte do governo com esse Espírito, é gratificante.
Atitude – O desemprego é grande em Lençóis Paulista? O que a prefeitura tem feito para auxiliar o desempregado?
Cagarete – Estamos oferecendo capacitação através do Centro Municipal de Formação Profissional, cursos oferecidos pelo sistema S, além de fazer a intermediação entre quem busca e quem oferece oportunidades.
Atitude – Com a compra da Lwarcel pela RGE, e a futura ampliação da empresa, haverá muitas contratações, existe algum acordo para que a empresa dê preferência para a contratação de lençoenses?
Cagarete – O Governo Prado, preocupado com o desemprego, informa que ofereceremos treinamentos gratuitos para quem estiver comprovadamente desempregado, para que estejam aptos a concorrer às vagas que serão oferecidas pela empresa que vai construir a planta da RGE, para a IBS Energy e outros empreendimentos que vêm para nossa região em decorrência dessa obra gigante. Lençóis viverá um novo ciclo e o Governo Prado está se organizando para capacitar nosso cidadão. Por motivos óbvios, quanto mais gente apta para a demanda na cidade, é melhor e mais barato para a empresa e melhor para nosso povo.
Atitude – Nas mais variadas rodas de conversas entre populares, há sempre quem diga que não há mão de obra qualificada em Lençóis, e por essa razão, cargos técnicos como de engenheiros e outros especialistas teriam que vir de fora. Isso é verdade?
Cagarete – Diante da dimensão do empreendimento, a empresa opta em contratar engenheiros com experiência anterior em empreendimentos de porte similar. É questão de expertise e segurança, a critério da empresa. Isso não impede a absorção de mão de obra local que atenda critérios da empresa.
Atitude – Ouvia-se falar da ampliação da Lwarcel há anos, apesar do negócio ter se concretizado o ano passado, a Prefeitura já vinha se planejando para isso? Se sim, no que?
Cagarete – O plano de expansão que era previsto, foi ampliado, e estamos em constantes conversas com o grupo que adquiriu a Lwarcel, no meio do ano passado. Daí começaram as tratativas reais e tudo está caminhando dentro do cronograma estabelecido. As tratativas principais dizem respeito à estrutura de acomodação da mão de obra, onde ficou pactuado que não teremos alojamentos na obra. Parte dos trabalhadores técnicos que virão de fora, serão acomodados nas residências disponíveis e também na rede hoteleira da cidade e região. Além disso, a Prefeitura Municipal já promoveu reunião com as escolas técnicas e faculdades de formação de mão de obra, assim como a ACILPA, para apresentação das demandas futuras.
Atitude – Há hoje algum curso de capacitação, visando atender as necessidades de mão de obra da ampliação da Lwarcel ou de outras grandes obras que estão por vir? Se sim, quais obras e quais cursos?
Cagarete – A prefeitura através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o Centro Municipal de Formação Profissional e a ETEC, juntos com as empresas que absorverão essa demanda, estão terminando a formatação dos cursos necessários para a mão de obra para construção civil. Nesse momento estamos focados na formação da mão de obra especializada para a construção. Em paralelo, estamos articulando a formação de mão de obra para as indústrias do ramo e para o trabalho no campo, que será outra vertente que aquecerá o mercado de trabalho. Depois do carnaval, divulgaremos toda programação de como acontecerá essa formação. A orientação é que nossa população fique atenta nos próximos dias para nossas divulgações.
Atitude – Muitos jovens reclamam de que apesar de se formarem e ou concluírem algum curso de especialização, não conseguem emprego por conta da falta de experiência. A prefeitura pode ou tem feito algo para solucionar esse problema?
Cagarete – Fazemos sempre essa articulação entre as empresas que buscam mão de obra. A grande maioria exige experiência para reposição imediata de quadro. Quando temos a abertura, promovemos essa intermediação. Importante destacarmos que fazemos a capacitação dos jovens da Legião Masculina e Feminina que ingressam no primeiro emprego.
Atitude – Por fim, qual a mensagem que o senhor deixa ao povo de Lençóis Paulista?
Cagarete – Vivemos um momento de transformação de nossa cidade. Receberemos o maior investimento privado no Estado de São Paulo nos últimos 25 anos. Teremos algumas complicações e muitos benefícios com tudo isso. Novos investimentos periféricos a expansão chegarão a nossa cidade, por isso fica a dica para buscarmos novas oportunidades, novos segmentos, lembrando que tudo precisa de orientação técnica. O Governo Prado está atento a tudo. Colocaremos o quadrilátero central da cidade no século XXI, devolvendo vida ao nosso centro. Estamos motivados para colaborar nesse processo, na certeza de ajudarmos na evolução de nossa cidade e de nossa gente. Contem comigo, pois o interesse do gestor público é com todo coletivo. Vim para a política para derrubar muros e construir pontes, é nessa verdadeira fórmula que eu acredito, ao contrário de alguns que insistem em manter a divisão prejudicial enraizada na política antiga, tão nociva ao cidadão de bem.
Por: Marcos Xavier

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar