Brasil

51% desaprovam atuação de Janja no RS, mostra pesquisa


Primeira-dama Janja da Silva durante entrega de aproximadamente 20 toneladas de ração no Rio Grande do Sul
Primeira-dama Janja da Silva durante entrega de aproximadamente 20 toneladas de ração no Rio Grande do Sul| Foto: José Cruz/Agência Brasil

Levantamento realizado pelo PoderData aponta que 51% dos eleitores brasileiros desaprovam a atuação da primeira-dama Janja da Silva na ajuda às vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul. De 2,5 mil entrevistados para a pesquisa, 28% disseram aprovar o trabalho, enquanto outros 21% não souberam responder.

Janja assumiu papel de destaque à frente das ações do governo de assistência aos gaúchos afetados pelas fortes chuvas que devastaram o estado nas últimas semanas. Desde o início das inundações, ela esteve quatro vezes no Rio Grande do Sul e chegou a protagonizar a visita de uma comitiva ministerial ao estado.

A primeira-dama ainda chamou a atenção para o resgate do cavalo Caramelo de um telhado na cidade de Canoas, ajudou a entregar ração para pets abandonados e representou o governo federal em uma foto dentro do avião presidencial que carregava cestas básicas acomodadas nas poltronas.

No levantamento, os entrevistados tiveram de responder a pergunta “Janja tem comandado a ajuda do governo Lula para o Rio Grande do Sul por causa das enchentes. Você aprova ou desaprova esse trabalho de Janja?”

A pesquisa foi realizada entre os dias 25 e 27 de maio por meio de ligações para celulares e telefones fixos de 211 municípios nos 26 estados e no Distrito Federal. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais, e o intervalo de confiança, de 95%.

O instituto cruzou as respostas da avaliação da atuação de Janja no Rio Grande do Sul com a declaração de voto dos eleitores no segundo turno das eleições de 2022.

Entre os eleitores de Lula, a aprovação foi de 30%, a desaprovação de 51%, e 18% não souberam opinar. Já entre os que votaram em Bolsonaro, 26% disseram aprovar, 49% desaprovam e 25% não opinaram. Entre os que votaram branco ou nulo, os índices foram de 21%, 55% e 24%, respectivamente.



Source link

Artigos relacionados

Michelle Bolsonaro diz apoiar Ricardo Nunes à reeleição

Michelle Bolsonaro manifestou apoio à reeleição de Ricardo Nunes, em São Paulo.|...

Paulo Pimenta e Gleisi negam a existência de “gabinete do ódio”

O ministro Paulo Pimenta, que atualmente comanda a Secretaria Extraordinária da Presidência...

Não sabe falar sobre vida

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), autor do Projeto de Lei (PL)...

54% reprovam segurança, gastos e programa de moradias de Lula

Pesquisa revela novos indies elevados de reprovação em setores do governo Lula.|...