Região

Evento gratuito sobre a Luta Antimanicomial será nesta sexta-feira


Em referência ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial, será realizado nesta sexta-feira (17), às 9h, no auditório do Senac, o evento ‘Luta Antimanicomial – Diálogo em Rede’. A atividade propõe uma roda de conversa com profissionais e usuários dos serviços de atendimento às pessoas com sofrimento psíquico e uso de álcool e drogas. Toda a população pode participar, por meio da inscrição pelo link https://forms.gle/pHMFksjwYnQusTrz5

O evento é organizado pelo Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Álcool e outras Drogas de Bauru (Comad), com apoio do município, e visa a conscientização sobre a luta antimanicomial.

A roda de conversa será mediada Mayara Bonora Freire, conselheira do XVII Plenário do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo, e precedida de uma breve apresentação dos serviços referenciais de assistência social e da saúde no Município.

Participarão do evento os representantes do Centro Pop, Esquadrão da Vida, Comunidade Bom Pastor, da equipe de Abordagem Social da Sebes, Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas Infanto Juvenil III (CAPS AD III i), Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD), Consultório na Rua, equipe da EMULTI da atenção primária, e Serviço de Residência Terapêutica (SRT).

HISTÓRIA

Celebrado no dia 18 de maio, o Movimento da Luta Antimanicomial tem como diretriz a luta pelos direitos das pessoas com sofrimento mental. Originou-se do Movimento da Reforma Psiquiátrica iniciado na década de 70 e teve dois eventos ocorridos em 1987 como decisivos para a escolha do dia que simboliza a luta antimanicomial: o Encontro dos Trabalhadores da Saúde Mental, que ocorreu em Bauru, e a Primeira Conferência Nacional de Saúde Mental, realizada em Brasília.

Os eventos reuniram diferentes categorias profissionais, usuários e familiares, acadêmicos e diversos segmentos da sociedade que questionavam o modelo tradicional de assistência centrado em internações em hospitais psiquiátricos, priorizando o isolamento dos pacientes.

O Movimento da Reforma Psiquiátrica propunha a reorganização do modelo de atenção em saúde mental com a implantação de serviços abertos, comunitários e territorializados como garantia do direito a cidadania de usuários e familiares, tendo como objetivo a inclusão social.

Após os eventos que trouxeram para a esfera política a discussão dos direitos das pessoas em sofrimento mental, a Lei 10.216, conhecida como lei da Reforma Psiquiátrica, foi aprovada em 2001, garantindo a proteção aos direitos das pessoas com transtornos mentais e reformulando o modelo de assistência, transferindo a responsabilidade do desenvolvimento de políticas de saúde mental para o Estado. A lei também proporcionou o fechamento de hospitais psiquiátricos, a abertura de serviços comunitários e a participação social no acompanhamento de sua implementação, pautando novas legislações, a implantação da rede de saúde mental e de atenção psicossocial.

O Movimento da Luta Antimanicomial combate a ideia de isolamento das pessoas com sofrimento mental tendo como base o direito fundamental à liberdade, ao tratamento com inclusão social, sem segregação, além do direito a receber cuidado e tratamento adequado em observação do princípio constitucional da dignidade humana.

SERVIÇO
Evento “Luta Antimanicomial – Diálogo em Rede”

Data – 17/05 (6ª feira), às 9h
Local – Auditório do Senac, na rua Engenheiro Saint Martin, 10-12 – Centro
Link de inscrição – https://forms.gle/pHMFksjwYnQusTrz5

Compartilhe nas Redes Sociais





Source link

Artigos relacionados

‘Lazer Perto de Você’ será no Pousada da Esperança neste domingo

A Prefeitura de Bauru, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer...

4º rodada do grupo A da Copa Big Boys de Futebol será neste sábado

\n\t\t A Prefeitura de Bauru, por meio da Secretaria de Esportes e...

Justiça suspende votação que rejeitou CP contra Mesa da Câmara

A juíza Ana Lúcia Graça Aiello, da 1.ª Vara da Fazenda Pública...

Seguro obrigatório voltará a ser pago em 2025

O pagamento de indenização por invalidez ou morte a pedestres e motoristas...