Brasil

Lula cumprimenta novo premiê inglês pela volta dos trabalhistas ao poder



O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cumprimentou nesta sexta (5) o líder do Partido Trabalhista inglês, Keir Starmer, pela vitória nas eleições gerais do Reino Unido na quinta (4) por maioria. Ele derrotou o atual primeiro-ministro conservador Rishi Sunak, representando a pior derrota após 14 anos no poder.

“Quero saudar Keir Stamer, novo primeiro ministro eleito do Reino Unido pelo Partido Trabalhista. Desejo um ótimo mandato. Conte com o Brasil para o fortalecimento dos laços diplomáticos entre nossos países, o desenvolvimento sustentável e o fortalecimento da democracia”, disse Lula nas redes sociais.

Lula se encontrou com Starmer no final do ano passado em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos durante a COP28.

Com quase todos os 650 assentos do novo Parlamento definidos na manhã desta sexta (5) — restando apenas três que serão divulgados neste sábado (6) —, o partido de centro-esquerda conquistou 412 cadeiras, mais que o dobro dos 202 da última legislatura e seu melhor resultado desde o recorde de 418 assentos obtido por Tony Blair em 1997.

Em contraste, os conservadores de Sunak ficaram com apenas 120 assentos, uma queda significativa em relação aos 365 de 2019, quando Boris Johnson venceu prometendo executar o Brexit.

Após ser reeleito deputado por Richmond e Northallerton, Sunak admitiu a vitória dos Trabalhistas nas eleições. Starmer emendou e disse que “a mudança começa agora”.

Sunak, por sua vez, parabenizou Starmer pela vitória e se desculpou pelos resultados desastrosos de seu partido. “Hoje, o poder mudará de mãos de forma pacífica e ordenada, com boa vontade de todas as partes. Isto deverá dar confiança a todos na estabilidade do nosso país e no seu futuro”, disse.

Seguindo a tradição constitucional, Sunak se apresentou ao Palácio de Buckingham para formalizar a renúncia ao cargo de primeiro-ministro antes de Starmer assumir o poder. Antes do encontro com o rei Charles III, ele anunciou que também renunciará ao cargo de líder do Partido Conservador assim que seu sucessor for eleito, em decorrência da pesada derrota da legenda.

Acompanhado pela esposa, Akshata Murty, o futuro ex-primeiro-ministro ressaltou que o povo britânico “enviou uma mensagem clara” e que no final é “o único julgamento que importa.” Sunak elogiou Starmer, chamando-o de um político “decente”.

“Embora tenha sido meu adversário político, Keir Starmer em breve se tornará nosso primeiro-ministro. Neste trabalho, seus sucessos serão os nossos sucessos, e desejo o melhor a ele e sua família. Quaisquer que sejam nossas divergências nesta campanha, é um homem decente a quem respeito”, pontuou.

Após a audiência com o rei, Sunak saiu do palácio para retornar ao seu distrito eleitoral no Norte da Inglaterra. Em seguida, será a vez de Starmer ir ao palácio para receber o pedido do monarca para formar o novo governo do Reino Unido.



Source link

Artigos relacionados

Ministro de Lula diz que empresariado não dá bons salários

O ministro Luiz Marinho, do Trabalho e Emprego, diz que a melhoria...

Sem Bolsonaro, PL confirma candidatura de Ramagem no Rio

O deputado federal Alexandre Ramagem foi confirmado nesta segunda-feira (22) como pré-candidato...

Moraes diz que empresas contribuem para “insegurança jurídica”

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes afirmou nesta...

Justiça condenado empresário que hostilizou Zanin em aeroporto

A 6ª Vara Criminal de Brasília condenou nesta segunda-feira (22) o empresário...