Brasil

Moraes alfineta Eduardo Bolsonaro e diz que “cabo e soldado” não fecharam STF



O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), alfinetou o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) nesta quarta (22) por uma fala antiga dele que sugeria que bastariam apenas “um cabo e um soldado” para fechar a Corte.

A declaração foi feita durante um seminário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre inteligência artificial, democracia e eleições, presidido pelo ministro. Sem citar diretamente Eduardo, o ministro relembrou a fala gravada em 2018 e supôs uma ligação dos atos de 8 de janeiro de 2023 com os militares.

“Todos se recordam que bastava um cabo e um soldado para fechar o Supremo Tribunal Federal. O cabo, o soldado, o coronel, estão todos presos. E o Supremo Tribunal Federal aberto e funcionando. Mas se disse que bastaria um cabo e um soldado”, declarou Moraes (veja trecho).

Para o ministro, o confronto ao Judiciário foi uma das estratégias do que seria um “novo populismo”, que teria culminado com a invasão e a depredação das sedes dos Três Poderes, em Brasília.

Em resposta a Moraes, o deputado Eduardo Bolsonaro disse que o ministro “também está preso”.

“Você também está preso, Alexandre. Ou você sai às ruas tranquilo? Conte-nos como é a reação das pessoas quando você chega no clube Pinheiros? Ou se você consegue jantar em Londres sem antes checar as redes sociais de nome por nome daqueles que se sentarão à mesa? Valeu a pena?”, escreveu o deputado em seu perfil na rede social X.

“Como não foi um cabo e um soldado, foram milhares de pessoas que destruíram o prédio do Supremo Tribunal Federal. Se foi para o confronto ao Judiciário, para tentar, exatamente, garantir esse novo populismo”, completou.

A fala de Eduardo Bolsonaro ocorreu em julho de 2018, durante um curso para interessados em concursos públicos. Questionado sobre uma eventual ação do STF para impedir a posse do pai, Jair Bolsonaro, ele respondeu que “o STF vai ter que pagar para ver. E aí, quando ele pagar para ver, vai ser ele contra nós”.

“Será que eles vão ter essa força mesmo? O
pessoal até brinca lá: se quiser fechar o STF, você sabe o que faz? Você não
manda nem um jipe. Manda um soldado e um cabo”, disse.

O vídeo ganhou repercussão dias antes do segundo turno das eleições daquele ano. Na época, Eduardo disse que a fala foi uma “brincadeira” e afirmou nunca ter defendido o fechamento do STF.



Source link

Artigos relacionados

Michelle Bolsonaro diz apoiar Ricardo Nunes à reeleição

Michelle Bolsonaro manifestou apoio à reeleição de Ricardo Nunes, em São Paulo.|...

Paulo Pimenta e Gleisi negam a existência de “gabinete do ódio”

O ministro Paulo Pimenta, que atualmente comanda a Secretaria Extraordinária da Presidência...

Não sabe falar sobre vida

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), autor do Projeto de Lei (PL)...

54% reprovam segurança, gastos e programa de moradias de Lula

Pesquisa revela novos indies elevados de reprovação em setores do governo Lula.|...