Brasil

MST tenta barrar comitiva de Bolsonaro no Pará; oposição reage


Bloqueio do MST em rodovia do Pará para barrar comitiva do ex-presidente Jair Bolsonaro.
Bloqueio do MST em rodovia do Pará para barrar comitiva do ex-presidente Jair Bolsonaro.| Foto: Reprodução/ Instagram @delegadocaveira

Militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) bloquearam na manhã desta terça-feira (2) um trecho da rodovia PA-275, próximo a entrada de Paraupebas (PA), onde passaria uma comitiva do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

O bloqueio foi divulgados por apoiadores do ex-chefe do Executivo pelas redes sociais – as imagens mostraram carros parados e pneus incendiados na rodovia. O ato já foi dispersado por autoridades policiais.

O deputado Delegado Caveira (PL-PA) acompanhou a comitiva do ex-presidente Bolsonaro e relatou como foi o bloqueio. “Terroristas do MST queriam impedir a presença de Jair Bolsonaro. Não vamos admitir. Demônios do MST não terão vez, esquerda vocês não terão vez. Isso aqui, sim, é terrorismo”, disse em um vídeo, publicado nas redes sociais.

O ex-presidente Bolsonaro cumpre agenda no Pará para o lançamento de pré-candidatos do PL a prefeituras no Estado, o partido pretende disputar a prefeitura 35 municípios paranaenses. Bolsonaro também visita obras, além de participar de encontros com líderes locais e reuniões estratégicas.

Oposição reage

Diante do bloqueio contra o ex-presidente Jair Bolsonaro, a deputada federal Caroline de Toni (PL-SC), presidente da CCJ na Câmara, informou que trata-se de um “verdadeiro ataque antidemocrático”.

“Além de invasores de propriedades alheias, viraram xerifes para ditar quem pode entrar ou sair de um município? Hoje mesmo, teremos na CCJC a votação de 3 projetos para acabar com a farra desses movimentos do terror”, declarou a parlamentar pela rede X.

O deputado Daniel Freitas (PL-SC) também criticou o ato do MST contra o ex-presidente. “Isso tudo é medo diante do mar de gente que o recebeu ontem em Marabá, também no estado do Pará? MST tem que acabar. Bando de vagabundo”, escreveu o parlamentar na rede X.

Ao compartilhar a informação de que o MST fechou estrada e barrou comitiva de Bolsonaro, Nikolas Ferreira (PL-MG) disse que “pelo visto não é sem teto, é sem serviço também”. Já Mário Frias (PL-SP) mencionou “tudo com muito amor pela democracia”.



Source link

Artigos relacionados

Ministro de Lula diz que empresariado não dá bons salários

O ministro Luiz Marinho, do Trabalho e Emprego, diz que a melhoria...

Sem Bolsonaro, PL confirma candidatura de Ramagem no Rio

O deputado federal Alexandre Ramagem foi confirmado nesta segunda-feira (22) como pré-candidato...

Moraes diz que empresas contribuem para “insegurança jurídica”

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes afirmou nesta...

Justiça condenado empresário que hostilizou Zanin em aeroporto

A 6ª Vara Criminal de Brasília condenou nesta segunda-feira (22) o empresário...