Brasil

Possíveis sucessores de Lira são governistas na maioria das pautas



Em pouco mais de oito meses, os deputados escolherão o sucessor de Arthur Lira (PP-AL) para a presidência da Câmara dos Deputados. Dentre os mais cotados para assumir o cargo de Lira em 2025, o perfil governista em votações importantes tem predominado. A maior divergência com a orientação do governo, no entanto, surge quando as pautas são relacionadas à maior bancada do Congresso: a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

Um levantamento feito pela Gazeta do Povo reuniu oito votações que demostram o posicionamento dos quatro principais possíveis sucessores de Lira: Elmar Nascimento (União-BA), Antônio Brito (PSD-BA), Marcos Pereira (Republicanos-SP) e Isnaldo Bulhões (MDB-AL). Os temas variam desde a tentativa de aprovar a urgência do PL das Fake News (ou PL da Censura), até reforma tributária, armas e marco temporal para demarcação de terras indígenas.

O alinhamento com o governo ou com a oposição deve ser determinante para conquistar o apoio necessário juntos aos partidos.

A escolha do presidente da Câmara tem potencial de tornar a vida do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mais fácil ou mais difícil, a depender das pautas priorizadas. Além disso, o ritmo de discussão das propostas passa pelas mãos do presidente da Câmara, que pode acelerar as votações ou engavetar pautas.

O presidente também tem poder de influência sobre o resultado das votações ao costurar acordos. Isso faz com que a sucessão seja ainda mais importante para o governo. Neste sentido, os posicionamentos dos pré-candidatos nas matérias já aprovadas e em temas que são caros ao governo ou à oposição podem influenciar na escolha dos deputados.

A seleção do futuro presidente da Câmara também vai influenciar o destino de pautas especialmente importantes para a oposição, como os projetos de lei de anistia para os condenados pelos atos de 8 de janeiro de 2023 e de definição de foro privilegiado para políticos (tema que influi diretamente na possibilidade de senadores pedirem impeachment de membros do Supremo).

A eleição ocorrerá somente em fevereiro de 2025, mas em ano eleitoral o segundo semestre tende a ser esvaziado, já que os deputados se concentram em suas bases eleitorais. Com isso, as articulações em torno dos nomes mais cotados já começaram e pautas prioritárias para cada bancada ou liderança já fazem parte dos debates nos corredores da Casa.

Como votaram os possíveis sucessores de Lira

Elmar Nascimento

Antônio Brito

  • Reforma tributária: a favor
  • Urgência do PL Fake News: a favor 
  • Marco temporal: não votou 
  • Vetos de Lula ao Marco temporal: pela derrubada dos vetos 
  • Recriação do DPVAT: a favor 
  • Prisão do deputado Chiquinho Brazão: a favor
  • Veto à desoneração da folha: pela derrubada do veto 
  • Urgência do PDL 3/23, que sustava decreto de Lula sobre armas: não votou

Isnaldo Bulhões

  • Reforma tributária: a favor
  • Urgência do PL Fake News (Censura): a favor 
  • Marco temporal: não votou 
  • Vetos ao marco temporal: não votou 
  • Recriação do DPVAT: a favor
  • Prisão do deputado Chiquinho Brazão: a favor 
  • Veto à desoneração da folha: não votou 
  • Urgência do PDL 3/23, que sustava decreto de Lula sobre armas: contra

Marcos Pereira

  • Reforma tributária: a favor
  • Urgência do PL das Fake News (Censura): a favor 
  • Marco temporal: a favor
  • Vetos de Lula ao Marco temporal: pela derrubada dos vetos 
  • Recriação do DPVAT: não votou 
  • Chiquinho Brazão: não votou 
  • Veto à desoneração da folha: pela derrubada do veto
  • Urgência do PDL 3/23, que sustava decreto de Lula sobre armas: não votou

Preferido de Lira x preferido do governo 

A alta aprovação na reeleição de Lira em 2023, quando conquistou o recorde de 464 votos favoráveis, demonstra a sua força política. Na luta por não repetir a “maldição” dos seus antecessores, que, em sua maioria, foram relegados ao esquecimento, Lira busca manter o prestígio político elegendo seu sucessor.

Apesar de um recente atrito com o governo, envolvendo o ministro Alexandre Padilha, Lira tem sido bajulado por Lula, que o defendeu publicamente em um evento em Alagoas. O motivo pode ser justamente a sucessão da presidência da Câmara. O líder do governo, deputado José Guimarães (PT-CE), tem sinalizado que Lula quer fazer um acordo com Lira para unir forças em torno de um nome.

Atualmente, o nome do favorito de Lira é Elmar Nascimento, que desponta com vantagem diante dos possíveis adversários. Elmar é rival do PT na Bahia, estado onde o partido de Lula é forte.

O preferido do governo é o deputado Antonio Brito. Apesar de ele não ser totalmente alinhado a todas as pautas do governo, Brito tem conquistado apoio, especialmente após defender a prisão do acusado pela morte de Mariele Franco, o ex-deputado, Chiquinho Brazão.

Oposição busca nome alinhado às pautas prioritárias 

A oposição, em especial o PL, partido do ex-presidente Jair Bolsonaro, busca um candidato alinhado às pautas defendidas pelos partidos. A intenção é garantir que as chamadas pautas de costume, com as quais Lira também se comprometeu para alcançar o posto, sejam mantidas no radar do próximo presidente da Câmara.

Dentre as pautas que devem fazer parte das negociações estão a votação do fim do foro privilegiado e a busca por um acordo multipartidário para aprovar, nos próximos dois anos, a anistia da inelegibilidade de Jair Bolsonaro no Congresso. A anistia para os presos do 8 de janeiro também deve fazer parte dos requisitos para o acordo.

Essas posições tem sido apontadas pelo líder da oposição, deputado Filipe Barros (PL-PR). Em entrevista ao programa Assunto Capital, da Gazeta do Povo, Barros disse que o candidato que aceitar a condição deverá declarar publicamente que apoia a proposta.



Source link

Artigos relacionados

Michelle Bolsonaro diz apoiar Ricardo Nunes à reeleição

Michelle Bolsonaro manifestou apoio à reeleição de Ricardo Nunes, em São Paulo.|...

Paulo Pimenta e Gleisi negam a existência de “gabinete do ódio”

O ministro Paulo Pimenta, que atualmente comanda a Secretaria Extraordinária da Presidência...

Não sabe falar sobre vida

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), autor do Projeto de Lei (PL)...

54% reprovam segurança, gastos e programa de moradias de Lula

Pesquisa revela novos indies elevados de reprovação em setores do governo Lula.|...