Brasil

Quem é Edinho Silva, prefeito preferido de Lula cotado para Secom



Companheiro de longa data do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e elogiado por ele como o “melhor” prefeito do Brasil, Edinho Silva está à frente da prefeitura de Araraquara (SP) pelo segundo mandato consecutivo e vem sendo cotado para assumir o comando da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom).

A vaga foi aberta na semana passada após Lula nomear o então ministro Paulo Pimenta para tocar a Secretaria Extraordinária de Reconstrução do Rio Grande do Sul. A posse do cargo – se ocorrer –, no entanto, não será uma novidade, visto que Edinho já vem circulando com frequência entre os ministros e está à frente da ação humanitária no estado gaúcho jundo da primeira-dama, Janja Lula da Silva.

Edinho tem nome e prestígio dentro do PT, e vem sendo cotado também para suceder Gleisi Hoffmann na presidência nacional do partido. A influência é tamanha que foi ele quem coordenou a campanha de Lula à presidência em 2022.

Durante a cerimônia de assinatura de ordens para obras em Araraquara na manhã desta sexta (24), Edinho Silva transformou o ato em um palanque político ao tecer longos afagos a Lula e receber o mesmo de volta.

“Minha gratidão pelo senhor ser o presiente que realiza sonhos, e a minha de vivenciar este momento da história. A minha eterna gratidão ao senhor”, disse Edinho sendo respondido por Lula: “Araraquara tem um prefeito que, se você pegar os 5,7 mil prefeitos que tem nesse país, não vai encontrar nenhum melhor do que o companheiro Edinho, mais qualificado e preparado”.

Foi justamente no começo do segundo mandato de Edinho em Araraquara, em 2020, que a pandemia da Covid-19 chegou ao Brasil. Ele foi o primeiro prefeito a decretar um “lockdown” logo depois do Carnaval, no final de fevereiro.

Edinho Silva disse na época que a medida se dava em um “momento em que famílias estão chorando a morte de seus entes, que só nós podemos juntos tirar Araraquara dessa situação”. Naquela semana, a cidade estava com 100% de ocupação de leitos, e pacientes já estavam sendo transferidos para outras cidades.

Além da medida, Edinho também se destacou no ano passado ao receber Lula na cidade exatamente no mesmo dia em que as sedes dos Três Poderes foram invadidas e vandalizadas – o 8 de janeiro. Esse episódio também foi lembrado por ele durante a cerimônia desta sexta (24), em que pontuou que o companheiro “venceu o autoritarismo” e que “tem realizado o sonho de transformar o país chamado Brasil numa nação do povo brasileiro que não quer o ódio, a intolerância, agressividade, fake news, mentira”.

Após ter coordenado a campanha presidencial de 2022, Edinho Silva já prevê que o PT “tem que ter consciência” de que Lula deve concorrer à reeleição em 2026. “Eu penso que o nosso candidato em 2026 tem que ser o presidente Lula. Essa é minha avaliação”.

“E penso que o PT tem que ter consciência de que, na sucessão de Lula, ele tem que ser o partido que esteja forte e organizado para o desafio do pós. Hoje, eu penso que o PT não tem a musculatura necessária para ser o protagonista do pós-Lula”””, apontou Edinho em uma entrevista ao Correio Braziliense no final do ano passado.

De acordo com ele, o PT precisa entender que “o principal instrumento de sucessão do presidente Lula é o partido, com capacidade de diálogo com os demais partidos. Mas quem tem que estar forte e robusto, nesse momento da história, é o PT”. O PT escolhe seu novo presidente em março do ano que vem.



Source link

Artigos relacionados

Michelle Bolsonaro diz apoiar Ricardo Nunes à reeleição

Michelle Bolsonaro manifestou apoio à reeleição de Ricardo Nunes, em São Paulo.|...

Paulo Pimenta e Gleisi negam a existência de “gabinete do ódio”

O ministro Paulo Pimenta, que atualmente comanda a Secretaria Extraordinária da Presidência...

Não sabe falar sobre vida

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), autor do Projeto de Lei (PL)...

54% reprovam segurança, gastos e programa de moradias de Lula

Pesquisa revela novos indies elevados de reprovação em setores do governo Lula.|...